Por Adjane Marques


Vicentina,

Tem gente que sai, bebe, dança. Tem gente que na volta pra casa e quase morre umas 812 vezes (isso tá se tornando frequente; te cuida boyzinha). Tem gente que paquera, é paquerada e vive em festas (mesmo que estas nunca sejam "tãããão" boas). Tem gente que brinca e desaparece (19 chamadas perdidas?! Mais uma e eu chamava a polícia). Tem gente que aparece só pra levar os outros ao hospital (e perguntar à auxiliar de serviços gerais o que é bom pra engordar, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk). Tem gente que adora jogar dominó só pra ver os meninos (menino + menino) se beijarem. Tem gente que reconhece o cheiro do shampoo dos outros de longe mesmo, já outros não. Tem gente que mooooooorre de ciúmes daquele cara (mais do que eu). Tem gente que aproveita a vida, mesmo que não seja da forma mais intensa. Tem gente, mas não como a gente. Tem gente que sente inveja dos outros e compartilha suas frustrações com os outros, só porque inveja é um sentimento maravilhoso de ser compartilhado, não é mesmo?! Tem gente que mesmo não demonstrando o que sente, a gente sabe que sente. E tem gente que vive de reclamar do curso, da falta de um namorado (dois, nesse caso), então reclamemos juntas. Tem gente que acha gente “omelhorcaradomundo” pelo fato de tê-lo há 1 ano e 4 meses (dia 24) e tem gente que acha gente “omelhorcaradomundo” pelo fato de ter ficado com ele 1 vez. Tem gente que gosta de “vaca maga”, aliás, tem muita gente que gosta dessa vaca maga.

É a vida, moça. “Ao meno estamos juntas, unidas, sem nunca se separar.”

4 comentários:

Silvia Maria disse...

Simplesmente perfeito^^ Amo demais.

Kaio Rafael disse...

a a gente que gosta de ler coisas que outra gente escreve?

tava com saudade desse espaço, pequenina.
sempre bom pra descontrair.
sempre. ;**

Srtaª AnaLuh disse...

perfect!

pódepimenta disse...

Massa o texto A...