Um doce de olhar


“Eram bonitos juntos,
diziam as moças.
Um doce de olhar.
Sem terem exatamente consciência disso,
quando juntos
os dois aprumavam ainda mais o porte e,
por assim dizer, quase cintilavam,
o bonito de dentro de um
estimulando o bonito de fora do outro, 
e vice-versa.
Como se houvesse entre aqueles dois,
uma estranha e secreta harmonia.”

Um comentário:

Thalita Souza disse...

Oh so sweet!Muito lindo esse post,apaixonante!